terça-feira, 28 de dezembro de 2010

SONETO SOU SUA



SONETO SOU SUA

"Sou nota, sou canto
Inspiro-me em algo qualquer
Sou olhos, sou boca
Que ardente um beijo quer

Sou mente, sou razão
De distante se achar
Sou chuva, sou riacho
Que faz-me só estar

Sou vaidade, sou medo
Sou eu, sozinha
Querendo se entregar

Sou querer, sou humildade
Sou coragem de chegar
Enfim... sou só de amar"

Carol Albini

sábado, 25 de dezembro de 2010

Você já imaginou?

Ontem foi Natal e eu me lembrei de um texto que escrevi quando tinha 11 anos de idade... (que bonitinha!)
Não está tão bem escrito (quis colocar o original aqui, sem fazer alterações e correções) e pode conter alguns exageros (ou não).
Mas vale a pena ler e refletir um pouco nos pensamentos dessa criança!

Bjinhuss!!!

*********************************************************************************************

Você já imaginou?

Você já imaginou quantas pessoas não sabem o que é Natal e tem uma imagem diferente do Natal como nós temos?
Para nós, Natal além de ser a comemoração pelo nascimento de Cristo (a parte em que menos é lembrada) é dia de festa, de comida, presentes, reunião familiar e pessoas que enganam crianças dizendo que Papai Noel existe!

Mas agora imagine o que as pessoas de rua, sem família, dinheiro, casa, comida, enfim, sem nada do que temos, o que será que essas pessoas pensam a respeito do Natal? Que Natal é dia de olharem para a suas situações e verem que realmente não tem nada? Que enquanto uma parte da população se diverte com a família, o restante morre aos poucos por saber que quanto mais luta por uma vida digna, mais "afunda no buraco"?

Você já imaginou que enquanto estamos em festas, alegres com a família, essas pessoas choram e se lamentam por não poderem socorrer seus filhos que estão gemendo de fome?

Que enquanto comemos com fartura, essas pessoas buscam no lixo aquilo que será seu pão?

Que enquanto ganhamos presentes ou presenteamos alguém, eles apenas tentam se enganar e enganar seus filhos, dizendo que o dinheiro não dá, quando nem dinheiro tem?

Que enquanto nossas crianças se divertem com a chegada do Papai Noel, as outras crianças apenas sonham com um Papai Noel de verdade que os tirem do sufoco?

Para eles só existem perguntas sem respostas e sonhos sem realizações.

Sofrem caladas e morrem com a realidade sem dizer nada.

O que jogamos no lixo, para eles, é luxo e o que para nós não presta, para eles, tem utilidade.

Para eles, o pouco é muito e o nada é alguma coisa.

Mas como ficarmos sossegados sabendo que existem pessoas que precisam de nós?

Que tal, agora, você se imaginar no lugar delas?

Se imaginar em todas estas situações ruis já citadas. Tenho certeza, que sendo um deles, gostaria que existisse alguém que pudesse ler isto, como está fazendo agora e gostaria que esse alguém lhe ajudasse com benefícios não só materiais como também espirituais. Sei que precisaria de amor, por ter sido rejeitado pela sociedade; de Deus, que pela situação, chegou ao ponto da descrença; e de casa, comida...

E qual é a sua atitude hoje?

Mude essa pobreza!
Mude o Brasil!
Comece por você!

Carolina Albini

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Exerça o líder que há em você. Comece liderando a si mesmo!

video
Esse vídeo, foi uma homenagem que meu Professor de Cadeia de Suprimentos e Administração da Produção fez para a 1ª Turma do Técnico em Logística da Faculdade Cenecista de Capivari, Professor DIEGO MACAN.

Pessoas especiais entram e saem de nossas vidas e as vezes nem notamos! Esse tempo escasso, essa correria do dia a dia que toma nossa vida e nos arremessa à morte cada vez mais depressa, nos faz esquecer que temos pessoas especiais a nossa volta, que temos família, amigos, gente que se importa com a gente!
É preciso acordar dessa loucura e exercer nossa liderança primeiramente em nós mesmos.
Vamos amar mais, vamos viver mais, vamos curtir mais cada momento, cada pessoa, cada sorriso, cada palavra, cada toque!

Um beijo no coração de cada um e obrigada por seguir, ler e comentar em meu blog!
Deus os abençoe... Bjuss

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

MEU MAU, MEU BEM



"Estou mórbido de amor
Estou fadigado de sonhar
Mas não sei como debelar
Este mal, esta dor
***
Meu remédio é escreveu
Pois guardo muita emoção
Sensibilidade de imaginação
Virtude de meu viver"
***
Carol Albini

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

O Mar


O Mar

Os céus estendem seus braços à terra
Como um cumprimento de amigo
E descansa sua beleza noturna
No espelho nú do mar
Que por sua vez, engole e cospe
A humilde terra virgem
E neste gesto, as rochas se derretem
Desejando assim, que um dia
Possam ter a pura e singela sensação
De fazer parte deste paladar:
Do tão grandioso e sublime mar.

Carol Albini

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Definições = Limitações



Uma coisa que não sei fazer de jeito algum é me definir. Há quem diga que isso é fundamental, aliás, como é que pode alguém não conseguir definir a si mesmo? Na verdade, eu não sei, mas quando souber te conto! Rsrs

Sei lá, mas eu vejo uma ligação muito forte entre “definição” e “limites”. Talvez seja por isso que não sei me definir... Não sou uma pessoa limitada!

E na verdade, eu acho que ninguém deveria ser! Pra que se limitar? A vida é curta, há tanta coisa para se aprender, para amar, para experimentar, PARA VIVER!

Certa vez, eu e uma amiga, fomos a casa de um amigo, na verdade, um sítio. E ele fez um jantar especial para nós: PATO AO MOLHO. Minha amiga ficou horrorizada, mal comeu um arroz branco com uma salada simples e não quis nem ver a “cara” do patinho mergulhado na panela! Kkk E eu perguntei em tom irônico: Você não vai dar nem uma mordidinha nesse patinho? E ela respondeu: Eu não gosto. Eu: Mas você já experimentou alguma vez? Ela: Não. Eu: Então como pode dizer que não gosta de algo, quando nunca provou?!

É engraçado como as pessoas são: parecem que têm medo de viver, medo de quebrar seus costumes, seus princípios, suas “regras”, suas tradições... Coisa besta!

Adoro experimentar algo novo, mudar minhas definições... Tem coisas que digo não hoje, mas sei quando vou dizer sim! Isso me soa adrenalina! Kkkk

Não vá pensar também, que vou assaltar um banco, por exemplo, só para depois dizer “eu fiz isso!” e sentir adrenalina... também não é assim, neh?

Uma dica? Faça uma lista de comidas que nunca comeu, lugares que nunca foi, roupas que nunca vestiu, coisas que nunca fez... enfim, hábitos que até o momento não tem, coisas que acha que não gosta mas nunca “provou” e ARRISQUE-SE! Tenha coisas interessantes e legais para contar para seus filhos e netos! Tenha material: fotos, filmes, gravações... E faça a vida se tornar mais interessante e totalmente indefinível! rsrsrs

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Felicidade

O que é felicidade pra você?

Sabe, ontem estava voltando de meu serviço, e passei por uma moça que vejo todos os dias. Uma "coleguinha" de escola, sabe? Estudei com ela, ela mora pertinho de casa, a vejo quase todos os dias, comprimento-a... essas coisas.
Mas ela é diferente. Ela é mais velha que eu, deve ter uns 25 anos. É bem pequena, bem magrinha, enfim, tem corpo e rosto de criança, como se ela não tivesse se desenvolvido.
Ela sempre teve um pouco de dificuldade na escola, mas me lembro que era muito esforçada.
Me lembro também que ela vivia doente. Tinha bronquite, estava sempre com o pulmão cheio, tossindo, ia sempre ao médico, fica internada... enfim... eu tinha pena dela.
E hoje, quando a vi, me veio uma coisa na cabeça que me fez refletir um pouco e me colocar no lugar dela: Será que ela é feliz? Como ela se aceita assim? Sabendo que nunca vai se casar... sabendo que nunca vai poder arrumar um bom emprego... sabendo que o hospital vai estar sempre a esperando...

E aí, eu paro pra pensar nas pessoas amputadas, nos defeitos, nas doenças transmissíveis, incuráveis, naquelas pessoas que nunca levaram ou que nunca levarão suas vidas ao normal. Nas que sofrem preconceitos, nas que sabem o dia em que vão morrer... Como viver assim? Como ser feliz assim?

E pensando nisso, eu me lembro de histórias verídicas, de pessoas que me contaram ao vivo e a cores que superaram tudo isso e foram felizes! Que usaram de suas dificuldades para serem felizes e fazer com que os que estavam ao seu redor, se sentirem felizes também, mesmo que fosse uma felicidade momentânea...
Hoje eu não sinto pena de ninguém, porque as pessoas não precisam de nossa "pena" de nosso "dó", as pessoas precisam de nosso amor, de nossa ajuda, de nossa mão estendida, de nossa palavra de ânimo. Hoje eu consigo ver que tudo tem o seu lado positivo, e por mais dificultoso que pareça ser... tem que haver o lado bom, tem que haver um propósito. E assim que enxergamos e começamos a por em prática, tudo muda e muda muda pra melhor!

A felicidade está com cada um, é só procurar e colocar em prática aquilo que pode te fazer feliz!
Não fique triste com a lamentável situação do seu irmão... vá até ele e mostre e prove a ele que essas coisas não acontecem por um acaso. Pense um pouco, você vai descobrir qual é o propósito de tudo isso!

Deus abençoe a todos!


quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Cavalheiro ou Cavalo?

O romantismo e cavalherismo é coisa do passado? Caracasss! "Tô passada!"

Sim. Porque eu li muitos romances e me apaixonava por cada história, cada personagem... E achava tudo aquilo muito lindo: as gentilezas, os cortejos, os presentes, as serenatas, as juras de amor, as renúncias... enfim!
Mas hoje parece que essas mulheres idiotas (me desculpe a palavra) preferem homens grossos, que batem, chingam, desprezam e traem.
Onde está o romantismo? Não sobrou nenhum homem romântico? Eu queroooooooooo ummmm!!!

Conheço homens que mais parecem cavalos do que cavalheiros!
Tipo assim, independente se é namorada, noiva ou esposa, sendo mulher, a obrigação de todo homem deveria ser (ao menos deverIA - passado) educado e ter bons modos.
Eu não sou feminista... é só um pensamento meu.

Sei lá... Mas eu sempre quis viver um daqueles romances que li... nada de conto de fadas, falo dos romances, a maioria deles escrito por brasileiros, que chegam bem próximos da realidade.
Quero apaixonar e me apaixonar também por um rapaz romantico, carinhoso, cavalheiro...

Será que este cara está p/ nascer??? =O
(ver vídeo) rsrs


video

Faz muito tempo que recebi esse vídeo por e-mail... e ontem, vendo alguns CD's antigos com arquivos meus, acheio-o!
Que graça!

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Quem é real?

Sabe, hoje estava vendo umas fotos de uma festa que teve aqui na cidade e comecei a reparar principalmente nas moças que estavam nas fotos, nesta festa.

E me veio algo na cabeça (Ohh! Eu tenho cabeça! rsrs): Quem é real?

Espere! Pare e pense comigo, principalmente os homens: Aqueles cabelos são dela mesmo? não são apliques? E eles são assim mesmo? Ou são alisados? E aquela cor linda? É aquilo mesmo? Ela tem aquele rostinho de boneca mesmo? Aquela pele que parece pêssego? E aqueles olhos? E aqueles cílios? E aquelas unhas? E aquela pinta? São de verdade mesmo? E aquela barriguinha enchuta? Nada de cinta?Nada de cirurgia plástica? Aqueles peitos são dela? Aqueles lábios são dela? Já não sei de mais nada! Já não sei mais quem é quem... quem é homem, quem é mulher... quem é real, quem não é!

E quando você descobrirá realmente quem é ela? Quando seu filho nascer e ver que não se parece nem com você e nem com ela? Ops! Com ela se parece sim, mas é que era surpresa! rsrsrs

Puxa! Não sou radical... longe de mim! Também me arrumo, uso maquiagem e tal.. O que quero dizer, é que a vaidade está tão, mas tão solta, que hoje, parece que ninguém mais se aceita como é.
De boa, isso é ridículo! Ao meu ver sim!
Se arrumar, estar linda e cheirosa, é uma coisa. Você se virar no avesso e apelar é outra!

O pior que isso não é mais coisa de adulto e sim de crianças! As crianças, adolescentes e jovens, cada vez mais cedo, estão se deixando levar pelo mundo da vaidade, prostituição, drogas tão rápido, tão fácil que estão perdendo seus valores, suas identidades!

Isso é lamentável, pois na mesma velocidade com que elas entram nesse mundo, automaticamente se auto denominam independentes e donas do seu "próprio nariz", ficando assim mais vulneráveis à realidade do mundo "adulto" que as espera...

Eduquemos nossas crianças a serem crianças quando deveriam ser crianças, na idade de crianças e ensinar que para todas as coisas há um tempo determinado debaixo do céu! A mídia impulsiona as crianças a serem adultas na "velocidade da luz", atropelam fases da vida que podem trazer consequências trágicas no futuro.

Enfim, o mais importante de tudo: OREMOS POR NOSSAS CRIANÇAS. Elas são o nosso futuro!

sábado, 23 de outubro de 2010

Inspiração


Inspiração. É tão bom quando estamos inspirados... Melhor ainda são os motivos, não é?
Ah... digo isso, porque quando você ouve dizer que alguém está inspirado, já pensa no amor.

Eu, por exemplo, me inspiro mais a escrever poemas, quando não estou muito bem no amor... (não acredito que estou contando isso!!!) rsrs

Na postagem anterior, disse que contaria onde normalmente tinha mais inspiração. Pedi para "os leitores" apostarem em um lugar, mas como já previa, não teve participação. Bom, teve uma pessoa que me procurou fora do blog pra dizer que até imaginava onde isso acontecia, mas não iria colocar lá... Aiaiii... certeza que ele achava que eu encontrava inspiração quando estava no banheiro... (não acredito que disse isso também! kkk)

Mas para a tranquilidade de todos, não é no banheiro que me inspiro, pode até ser, uma vez ou outra, mas não é o principal local.. hehehe

As idéias mais malucas, os poemas mais lindos, enfim, mais da metade de tudo o que já escrevi, me inspirei nas ruas da cidade... indo ou voltando da escola ou do trabalho com um fone de ouvido, ou a pé ou de ônibus.
Teria muito mais material, se eu deixasse na minha bolsa um pedaço de papel e uma caneta e se não saísse tão atrasada de casa, pois aí, quando as idéias comessassem a surgir, eu sentaria na calçada mesmo e começaria a escrever!

O mais engraçado de tudo e que eu não consigo entender, é que quando realmente tenho tempo, sento-me confortavelmente, com um cadero ou um teclado nas mãos, não me vem nada na cabeça! Poxa! Não deveria ser assim...

Mas enfim...

Bom, se alguém ler essa atualização e quiser colocar no comentário onde encontra inspiração... fique a vontade.
Vou adorar saber de cada um onde, como, por que ou por quem vem sua inspiração.

Beijo e até sei lá quando!

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Sei lá!

Olá!

É... estou voltando! Mas não posso dizer com que freqüência e nem por quanto tempo... Sei lá... sou assim!

Assim, do tipo de pessoa que só decide o que vai fazer na hora mesmo.

Talvez isso possa parecer um problema... mas também é divertido, por que eu nunca sei exatamente como vai ser meu dia!

Mas não é sempre que isso acontece, porque compromisso é compromisso, então nem sempre dá pra furar algo, não é mesmo?

Acho que foi até por isso que coloquei o nome do blog de "Sei Lá", por que, sei lá! É tudo tão vago, tudo tão de última hora, tudo tão tão (ou tan tan?)rsrs que sei lá como vou explicar! kkkk

Quem já acompanhava o blog antes, vai perceber que fiz algumas mudanças e até já as citei. Mudei um pouco a "carinha" dele... hehe

Quem gostou assim levanta o pé! o//

Só não posso dizer o que, exatamente, vou escrever aqui, porque o dia que surgir algo, corro aqui!

Tipo, cansei daquelas frases vagas no twitter, que escrevo e depois nunca mais vou achá-las (sim, porque tenho, hoje, quase 10 mil twittadas, imagine pesquisar em tudo isso???) rsrs


E se eu começar contando onde é que tenho mais inspiração? E se antes de contar, eu perguntar?

Ta aí! Quero ver quem acerta! Quem acompanha meu Twitter sabe onde tenho mais inspiração, porque já disse lá...

E ae? Você arrisca um palpite? Quero ver quem acerta! (Se é que alguém vai vir aqui... =( ........... Espero que venha!)



Bom, por hoje é só... ainda hoje, vou preparar algo bem bacana para colocar no BLOG/SITE Equipe O Semeador e amanhã já estará disponível!

Beijinhos e lembre-se: "Amanhã é mais um dia para aqueles que tem a coragem de recomeçar!" CO-RA-GEM!!! \o/

quinta-feira, 8 de abril de 2010

O IMPORTANTE É O FOCO…



Um paciente vai num consultório e diz pro psiquiatra:

- Toda vez que estou na cama, acho que tem alguém embaixo.

Aí eu vou embaixo da cama e acho que tem alguém em cima. Pra baixo, pra

cima, pra baixo, pra cima.

Estou ficando maluco!

- Deixe-me tratar de você durante dois anos. – diz o psiquiatra.

- Venha três vezes por semana, e eu curo este problema.

- E quanto o senhor cobra? – pergunta o paciente.

- R$ 120,00 por sessão – responde o psiquiatra.

- Bem, eu vou pensar – conclui o sujeito.

Passados seis meses, eles se encontram na rua.

- Por que você não me procurou mais? – pergunta o psiquiatra.

- A 120 paus a consulta, três vezes por semana, dois anos =R$ 37.440,00,

ia ficar caro demais, ai um sujeito num bar me curou por 10 reais.

- Ah é? Como ? – pergunta o psiquiatra..

O sujeito responde:
- Por R$ 10,00 ele cortou os pés da cama…

Muitas vezes o problema é sério, mas a solução pode ser muito simples….

HÁ GRANDE DIFERENÇA ENTRE FOCO NO PROBLEMA E FOCO NA SOLUÇÃO…

Foque uma solução ao invés de ficar pensando no problema.

E que nosso foco e alvo, seja sempre JESUS CRISTO, na certeza que Ele é maior que qualquer problema!!